terça-feira, 5 de junho de 2012

Funeral Blues ~W.H. Auden~


Stop all the clocks, cut off the telephone,
Prevent the dog from barking with a juicy bone,
Silence the pianos and with muffled drum
Bring out the coffin, let the mourners come.

Let aeroplanes circle moaning overhead
Scribbling on the sky the message He is Dead.
Put crepe bows round the white necks of the public doves,
Let the traffic policemen wear black cotton gloves.

He was my North, my South, my East and West,
My working week and my Sunday rest,
My noon, my midnight, my talk, my song;
I thought that love would last forever: I was wrong.

The stars are not wanted now; put out every one,
Pack up the moon and dismantle the sun,
Pour away the ocean and sweep up the woods
For nothing now can ever come to any good.

Ontem meu professor recitou este porma em sala de aula. É um poema tão incrível que resolvi postar aqui, espero que gostem.

*Ele ficou famoso por conta do filme Quatro Casamentos e Um Funeral. Quem assistiu deve lembrar, né?

Não quis traduzir para não ferir os sentimentos do autor... pisc*

2 comentários:

{princess kitty}龍戦士 disse...

Ou outra vez querida!

Que poesia linda, que sentimentos mais fortes e intensos.

Não conhecia e adorei, obrigada por compartilhar.

Miaubeijos com muito carinho =^.^=

flor de cristal disse...

Oi kitty!

É belíssima sem duvida. É um sentimento que sangra corações, não é?

Obrigada eu por vir sempre aqui me prestigiar, bela amiga!

Beijos carinhosos!

flor de cristal .